Situação do Expoente é reflexo do descaso da prefeitura

A notícia desta terça-feira, 10, sobre a operação de reintegração de posse de apartamentos no loteamento Expoente, em Chapecó, onde foram cumpridos cerca de 30 mandados de despejo, remonta a toda a problemática que envolve este local, assim como o vizinho loteamento Monte Castelo. Lembrando que os dois loteamentos pertenciam ao bairro Seminário, mas atualmente compõem o bairro Progresso, criado após a aprovação do novo Plano Diretor de Chapecó, em novembro de 2014.

Precisamos lembrar que o loteamento Expoente foi entregue em julho de 2011, composto por 336 apartamentos de 45 metros quadrados e 134 casas de 36 metros quadrados, enquanto o Residencial Monte Castelo, com 472 unidades, foi entregue em maio de 2012, ambos pelo Programa Minha Casa Minha Vida, na Faixa 1, para famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil. Mas o que era para ser a realização do sonho da casa própria, logo se mostrou um pesadelo para os moradores.

O descaso da prefeitura de Chapecó com o Expoente e Monte Castelo é notório: o poder público não cumpriu a carta de intenção em efetivar as estruturas públicas necessárias, sequer realizou estudo de impacto de vizinhança. O resultado foi desastroso, uma vez que colocou quase 950 famílias para morar em um local sem qualquer infraestrutura pública, como Unidade de Saúde, CEIM, Escola de Educação Básica, iluminação pública e transporte coletivo que atenda às necessidades.

A situação impactou também no bairro Seminário, uma vez que os moradores do Expoente e Monte Castelo passaram a utilizar a estrutura pública mais próxima. O resultado foi visto ao longo dos anos: criminalidade crescente em toda aquela região, com bandidos tomando conta do pedaço e fazendo os cidadãos de bens abandonarem suas moradias. A má gestão pública fez com que o CEIM do Expoente, por exemplo, fosse aberto somente em agosto de 2016, cinco anos após a entrega das casas.

Em Chapecó, a Habitação de Interesse Social (HIS) está muito longe do ideal. O estudo “Chapecó em foco: textos e contextos sobre o espaço urbano-regional” analisou o acesso da população aos equipamentos públicos. Para isso, utilizou como base as escolas municipais e estaduais, centros de educação infantil, centros de saúde e as praças públicas, obtendo números realmente preocupantes.

Dos 70 empreendimentos analisados, 42 deles (60%) não possuem em seu raio de entorno nenhum equipamento público, enquanto só um dos empreendimentos (1,4%) estudados é servido por todos os equipamentos. O estudo aponta que as piores situações estão na parte sul do bairro Efapi e região sul e nordeste (bairros Esplanada, Seminário e Progresso), porções mais desconexas e periféricas da malha urbana.

Sobre a reintegração de posse ocorrida nesta terça-feira, precisamos ponderar que a polícia está cumprindo seu papel, obedecendo ordem judicial. Na minha opinião, todo o episódio de abandono de residências e violência no Expoente são consequências do descaso e má gestão da prefeitura de Chapecó, que não realizou estudo de impacto e não entregou a devida estrutura pública, apenas para se utilizar eleitoralmente. Este é um grande exemplo de que voto não tem preço, tem consequência!

DSC_0684

Um comentário em “Situação do Expoente é reflexo do descaso da prefeitura

  1. No Loteamento Monte Castelo estamos precisando de um CIEM com escola pra nossos filhos tem mães que não conseguem Trab. Pois as creche nao tem periodo integral e o ônibus que leva as crianças na escola só acima de 4 anos de idade nem todas as famílias tem como levar. E o calsamento da rua principal Valentin Parisoto onde passa a lotação está desbarancando ( em mal condições). A maioria das familias estao abandonando suas casas por nao ter onde deixar seus filhos e a mal condições dos condomínios ( mato alto, cachorros abandonados, vândalos, bichos peçonhentos que vem do mato, “aranhas, cobras, lagartos, etc…” os condôminios estao sendo cobertos por matos- A prefeitura podia fazer uma visita as nossas ruas e no asseso dos Monte castelo, pois não tem luminação da entrada do lotiamento Expoente até o loteamento Monte Castelo, esta muito complicado mesmo… e os ap.que estao sendo envaditos sao pessoas que vem de outros lugares para se esconder e fazer tráfico, no parque do condomínio as crianças não podem brincar por que tem eles usando drogas e destruindo oque resta, como vai deixar um filho brincar em um lugar assim que nao tem segurança nenhuma? FICAREMOS NA EXPECTATIVA DE QUE MELHORE NOSSAS SITUAÇÕES Obrigado…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s